Inspirações para uma vida saudável.
x
Inspirações para uma vida saudável.

Confira o I Simpósio Internacional de Bem-estar: da ciência à prática

Confira como foi o I Simpósio Internacional de Bem-estar com a gente!

O Quero Harmonia tem como um de seus parceiros o Hospital Israelita Albert Einstein, e se você nos acompanha já sabe que em novembro o Hospital realizou o I Simpósio de Bem-Estar com experts internacionais e nacionais. Nós estávamos lá cobrindo o evento e levamos também parceiros de alimentação saudável com a gente para os coffee breaks. (confira no vídeo)

DIA 1

Ter bem-estar é ter a habilidade de ser o melhor que você puder

“Minha Gratidão para todos aqueles que promovem o bem-estar neste mundo problemático”, Susan Bauer-wu.

Assim começou a aula-magna do I Simpósio Internacional de Bem-estar: da ciência à práticaque aconteceu no Hospital Israelita Albert Einstein dias 10 e 11 de novembro, em São Paulo. A frase é da palestrante e presidente do Mind & Life Institute, organização que fomenta estudos de mindfulness e tem como missão aliviar o sofrimento e integrar a ciência com práticas contemplativas.

Para uma plateia de 470 pessoas, cheia de médicos (e outros profissionais, assim como eu) o convite foi explícito: a Saúde vai ter de abordar, daqui em diante, questões sem natureza lógica, como as dimensões emocional, mental e espiritual.

Ao longo das 11 palestras do primeiro dia, mergulhei nas ideias e pesquisas de muitas pessoas interessadas em transformar o investimento em bem-estar em algo corriqueiro em empresas, hospitais e na saúde pública. O motivo? Economia de recursos e, principalmente, a convicção de que a saúde física depende da promoção do bem-estar.

É fato que os indicadores de bem-estar variam de pessoa para pessoa, mas alguns elementos foram unanimidade: espaço para contemplar expressões artísticas; tempo para organizar a mente, relaxar e conseguir perceber o que realmente importa; investir na própria educação; formar vínculos verdadeiros com outras pessoas para criar uma rede de apoio; e cuidar da própria qualidade de vida – leia-se alimentação saudável e prática de atividade física.

Muito se debateu sobre as práticas integrativas de saúde, que exigem outra postura dos profissionais, como bem colocou Eliseth Leão, enfermeira e especialista no uso de música em hospitais para o bem-estar físico e mental: “A gente não fala de doença. Fala de saúde, de potencialidades inerentes a todos os seres humanos”.

Como Terapeuta Floral, vivo essa realidade em meu dia-a-dia e confesso que é extremamente alentador ouvir, em um dos maiores centros de medicina da América Latina, que sem bem-estar a prevenção da saúde é impraticável!

Como disse um paciente da Oncologia do hospital-anfitrião do evento: “Todo sofrimento pode ter um recreio”. _/\_

 

DIA 2

Não existe prevenção de saúde sem mudanças de atitude!

Possivelmente, ficarei um bom tempo sem iniciar um dia inteiro de aulas com uma meditação guiada por um monge. O segundo dia do I Simpósio Internacional de Bem-estar: da ciência à prática, que aconteceu no Hospital Israelita Albert Einstein dias 10 e 11 de novembro, em São Paulo, começou com Lama Rinchen Khyenrab trazendo o foco da plateia para o aqui e agora, com muita compaixão.

Foi um início mais que propício para apreender conceitos vitais da saúde do futuro como, por exemplo, a premência de se incentivar os pacientes a se apoderarem do tratamento e fazerem tudo que é possível para combaterem a doença. “É preciso acabar com o hábito de colocar a cura no outro”, afirmou Camila Rizzardi em sua palestra sobre Espiritualidade e Dor. Sim, empoderamento é a palavra do momento não só nas discussões de gênero!

As evidências de que as práticas mente-corpo estabilizam o físico apareceram também nas aulas do cardiologista Marcelo Katz, do neurologista Leonardo Ierardi Goulart e do imunologista Vicente Rizzo.Eles foram enfáticos ao alertarem para o combate às barreiras que todos nós colocamos diante de mudanças de hábitos em prol do próprio bem-estar. Como os cientistas de dados costumam dizer: os números não mentem e 88% das doenças poderiam ser evitadas com hábitos de vida preventivos.

Se por um lado, a tecnologia digital estressa a sociedade moderna (caso cientificamente provado na geração Millenial), de outro, ela pode vir a ser grande aliada no engajamento dos pacientes na prevenção. Isso se os desenvolvedores de aplicativos de bem-estar aproveitarem o principio do “gets things done” (vamos agir), tão presente no mundo de tech. No próprio Einstein, a equipe de inovação já lançou aplicativos que aproximam médicos e pacientes e melhorou consideravelmente a aderência aos tratamentos.

Curiosamente, o convidado internacional e psicólogo alemão Felix Warneken, que veio apresentar sua pesquisa comportamental sobre altruísmo em crianças, trouxe a chave para a mudança. A tese de Warneken é que crianças entre 1 ano e meio e 3 anos são biologicamente predispostas a ajudar e colaborar. E mais… que elas têm uma habilidade cognitiva para ler a situação e definir se a pessoa realmente precisa de ajuda e se é merecedora dela. Se na mais tenra idade já temos a capacidade de perceber o mundo de forma tão pragmática, nada (a não ser nós mesmos), nos impede de, na idade adulta, usarmos essa capacidade para colaborarmos com nosso próprio corpo na manutenção da saúde. _/\_

Marina Audi é Practitioner registrada pelo The Bach Centre. Também atua como roteirista, escreve sobre empreendedorismo e inovação.

Tivemos o lounge Quero Harmonia para contar ainda mais da nossa visão sobre saúde integrativa e positiva e organizamos todos os coffee breaks, com práticas de bem-estar junto de parceiros incríveis e saudáveis! Confira:

A Ecofresh que é especializada na produção de alimentos funcionais, sempre à base de frutas e ingredientes vindos da natureza levará seu super nutritivo açaí;

A padaria Mr. Baker, uma padaria artesanal que utiliza farinha orgânica para seus produtos e fermentação natural levará um menu especial;

A Café do mês levará a IAO Café com seus cafés artesanais e orgânicos;

A Organic Alimentos, uma marca de alimentos orgânicos, produzidos através de rigoroso controle biológico sem adição de produtos sintéticos levará chás, mel e outros produtos;

A B-On uma marca com detalhado processo de desenvolvimento de produtos, com qualidade incomparável, onde a soma de seus ingredientes representa mais do que cada um individualmente levará suas barrinhas;

A Urban Remedy que segue uma simples filosofia: seu alimento é seu remédio. Incorpora esse princípio em seus sucos, shakes e snacks levando até você alimentos vivos, nutritivos e deliciosos, para que você cuide bem da sua saúde, mesmo no caos da vida urbana, levará um menu saudáveis e

A Sferriê com sua água mineral naturalmente alcalina com pH 10 e 0,34mg/l de Vanádio, rara combinação que proporciona ao seu organismo mais saúde e equilíbrio.

O Espaço UnaYoga que nasceu da intenção de exercitar a paz, a saúde e a harmonia e compartilhar alegria, entusiasmo e felicidade, ofereceu durante o intervalo aulas de yoga.

A Yogini que tem como proposta um estilo de vida simples e belo, pois é assim que eles acreditam que a vida deve ser, emprestou seus mats para a realização da prática de yoga.

O que você achou deste post?
  • Changemaker 
    0
  • I'm Ommm 
    0
  • Amei 
    0
  • Bliss me 
    0
  • Wait, What? 
    0
  • No way 
    0
Marina Audi

Marina Audi - Ver mais posts deste autor

É Practitioner certificada pelo The Bach Centre, da Inglaterra e tem formação acadêmica em Comunicação Social. Atende como terapeuta floral dos sistemas de Bach e da Califórnia. Atua também como pesquisadora e entrevistadora do setor audiovisual há mais de 10 anos. Desde setembro de 2016, colabora no projeto social com Terapia Floral do Sistema de Bach voltado para a comunidade ligada a ACOMI – Associação Comunitária Michael, na periferia de São Paulo.

marina_audi@hotmail.com

Quero mais desse tema
CANAL ABERTO
VER COMENTÁRIOS